sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Resenha: A Coroa - Kiera Kass

ATENÇÃO, A RESENHA PODE CONTER SPOILER!



Sinopse:

A princesa Eadlyn é fruto de um conto de fadas: seus pais, o rei Maxon e a rainha América viveram a história de amor maravilhosa durante a Seleção, um concurso transmitido em rede nacional há mais de vinte anos. É claro que os dois passaram por muitos altos e baixos até ficarem juntos, mas a história sempre acaba apagando alguns detalhes, e o que restou foi a imagem de um relacionamento perfeito e inabalável.

Eadlyn, sempre foi independente e decidida, nunca achou possível viver um romance minimamente parecido com o de seus pais. Por isso, quando os dois propõem que ela realize sua própria seleção, a garota não fica nada satisfeita. Eadlyn só aceita porque o concurso serviria de distração para o povo enquanto seu pai pensaria numa solução mais eficaz para os inúmeros sãos de discriminação contra as pessoas que antigamente pertenciam a castas baixas.

A garota passa as primeiras semanas contando os dias para o fim da competição, quando enfim poderia mandar todos de volta para casa e continuar com seus afazeres de sucessora em paz. Mas alguns candidatos conseguem abrir rachaduras nas muralhas que Eadlyn construiu em volta de só mesma.

Alguns acontecimentos no palácio a obrigam a assumir cada vez mais responsabilidades no governo, e a garota não tem escolha a não ser encarar a rejeição do público.


••••••••••


Acho que muitas pessoas assim como eu se decepcionaram um pouquinho com A Coroa. Podemos perceber que a Kiera fez todo esse "auê" para tirar a primeira impressão que tivemos da princesa Eadlyn que inicialmente era uma garota completamente mimada, mas a partir deste livro pudemos a conhecer melhor entendendo o seu lado e vendo que ela também sabe ser uma garota responsável, amigável, compreensiva e etc.

Na minha opinião, a Kiera focou muita na política e esqueceu-se um pouco do romance. Outro ponto negativo, é que os personagens que nós mais amamos (América e Maxon) quase não aparecem. Tudo bem, a seleção é da Eadlyn, e não deles, mas ainda assim eu acho que eles deveriam ter uma participação maior na vida de sua filha nesse momento tão importante de sua vida. Compreendo que no início do livro, América estava inabilitada e Maxon dedicava seu tempo a sua esposa, mas e quando ela já estava recuperada?

Sinceramente, eu torcia muito pelo Kile, mas infelizmente o final que eu esperava não aconteceu, mas mesmo assim, nada me impede de imagina-lo com a Eadlyn e inclusive, admiro a escolha nossa querida rainha, pois ela quebrou todas as nossas expectativas escolhendo uma pessoa totalmente inesperada, surpreendendo a todos, e mesmo assim, todo o reino ficou feliz por sua escolha.

Admiro todos os personagens de todos os livros desde A Seleção até A Coroa, pois eles fizeram dos meus dias mais felizes, emocionantes e revoltantes por conta de alguns acontecimentos. A série de fato deixará muitas saudades e pretendo relê-la em breve.


Beijos, e até a próxima ❤️

-J

Nenhum comentário:

Postar um comentário